Moda que transforma o mundo

Exposição traz coleção criada pelo estilista Ronaldo Silvestre em parceria de mulheres carentes

O estilista mineiro Ronaldo Silvestre trouxe para a quarta edição do ID Fashion sua exposição Memórias Afetivas, com peças superdelicadas, com uma linguagem contemporânea e atemporal, feitas a partir de resíduos da indústria têxtil. O que viraria lixo tornou-se arte para vestir pelas mãos do estilista que trabalha em parceria com mulheres de comunidades pobres de Itabira (MG). “Trata-se de um trabalho conjunto. E por isso não segue uma linha específica de criação”, comenta ele, que é mineiro, nascido em Itabira e tem forte componente social em seu trabalho.

Por onde passa, o estilista busca criar oportunidades para mulheres de comunidades pobres e em situação de risco. “Nós temos de olhar para essas mulheres, evitar que sejam exploradas, qualifica-las profissionalmente, reconhecer seus talentos. Elas recebem pelo seu trabalho e ainda veem suas peças em revistas e tapetes vermelhos. Você imagina a transformação na autoestima delas? Assim, podem manter uma casa, bancar os estudos de um filho”, explica o Silvestre, que não se importa com o rótulo de subversivo: “Eu honro a minha mãe com esse trabalho”.