ID Talk: a moda do consumo e do coração

Cris Guerra e Luiz Arruda discutem aspectos da moda em palestras no Id Fashion

O primeiro dia da quarta edição do ID Fashion, em Curitiba, trouxe dois momentos completamente antagônicos, mas complementares durante o ID Talk, série de palestras do evento.

Pensar no consumidor de 2020 deveria ser um exercício diário. E é. Pelo menos para o diretor da WGSN Mindset, Luiz Arruda, um verdadeiro caçador de tendências. Durante sua participação no ID Talk, ele fez uma viagem para daqui dois anos para entender como vai funcionar o mundo, o segmento da moda, a relação entre as pessoas, a tecnologia e afins.

Na visão dele, a tecnologia veio para ficar, nós não abriremos mão dela, pelo contrário, o que mostra que, cada vez mais, precisamos nos posicionar de forma analógica. Ou seja, as minorias cada vez mais têm voz, os padrões estão aí para serem questionados, o compartilhamento pode ser uma opção ao consumismo e ao exclusivismo.

A escritora Cris Guerra fez uma viagem biográfica por suas escolhas de moda e seus desafios com a auto-estima. Mudou seu olhar sobre ela mesma, e, depois de passar por fases de consumismo compulsivo, cada vez mais percebeu o poder de se vestir de dentro para fora. Suas roupas foram um apoio para enfrentar as dificuldades da vida. Foi assim que criou o primeiro blog de looks do dia, o que acabou fazendo com que conhecesse mais seu corpo e sobre moda. O exercício de observação, segundo ela, a fez entender que não precisava engolir padrões e desejos alheios.
No segundo dia do ID Fashion, o ID Talk recebe, a partir das 15h30, os estilistas Akihito Júnior e Ronaldo Silvestre e a designer Daniela Nogueira.