29/09/2017

MARCAS, COWORKINGS E CRIADORES DISCUTEM NOVAS FORMAS DE ATUAÇÃO

O bate-papo promovido pelo ID Fashion, na tarde desta 6ª.feira, que reuniu representantes dos coletivos OUS, Casa 102, NL Colab e Trama, levantou questões importantes para o futuro da indústria de moda com ênfase nos processos colaborativos. Bruna Andrade, da Casa 102, destacou o objetivo do grupo que “cansado da hierarquia convencional, decidiu crescer de uma forma sustentável”. Segundo Bruna, seu coletivo, que reúne 14 empresas de vários segmentos da economia criativa, aposta no reaproveitamento de materiais, no compartilhamento de projetos coletivos e até mesmo equipamentos. Questiona sobre o que mais gosta na moda, e o que mais detesta, Bruna foi enfática: “adoro o comportamento, a história e a relação com a roupa. Detesto o desperdício”. Antony Natan, da OUS, destaca a importância de comprar produtos locais e o trabalho com comunidades e artesãos. “Como produzir, de quem comprar, produzir no Brasil e, quando possível, divulgar quem fez ou forneceu a matéria-prima”. Erich Zelazowski, do coletivo Trama, relata que seu grupo promove troca de contatos, fornecedores e a participação coletiva em eventos. “A Trama também é uma celebração de amizade, com troca de informações e impressões sobre o mercado”, resume Erich. Representante do NL Colab, Diego Malichiski, também apoia o compartilhamento de ideias, matérias-primas e atividades. “Com isso, conseguimos algo interno que mantem a qualidade para o formato colab, aproximando coisas que estariam mais longe se estivéssemos sozinhos”, resume Diego.


FOTOS: Antonio More

ID Talk – Bate papo com as marcas.
Diego Malicheski – NL COLAB
Erich Zelazowski – TRAMA
Anthony Natan – OUS
Bruna Andrade – Casa 102
Daniela Nogueira – Mediadora
FOTOS: Antonio More

voltar